Se você tem acompanhado esse recém-nascido blog, Anime-se, percebeu que temos trazido algumas quebras de paradigmas nos últimos textos. Já discutimos o preconceito com a animação japonesa no texto “Anime é coisa de nerd otaku!”, e discutimos o preconceito contra animações em geral em “Animação é coisa de Criança?”. Neste texto tentaremos finalizar tal linha de pensamento, mostrando de uma vez só o que entendemos do mundo da animação, e finalmente explicando o que você pode esperar desse lindo blog aberto na sua tela. 😉

Animação é uma plataforma cinematográfica

Em qualquer lugar que você procure para aprender sobre animação, você começará estudando a história do desenho animado. Se você estiver atento vai perceber que ele e o “cinema tradicional” surgem dos mesmos eventos. Inclusive, verificamos que a animação é a origem do cinema Live Action. Descobrimos que ambos são produzidos a partir do mesmo princípio: a exibição acelerada de imagens pré-produzidas. É impossível outra conclusão senão que animação e cinema fazem parte de um mesmo tipo de produção: a produção cinematográfica. Animação e filmagem live acting são simplesmente técnicas diferentes de um mesmo gênero da arte.  Animação não é a “oitava arte”, mas sim parte importante da sétima. Porem, não é como se fossem a mesma coisa. A técnica faz toda a diferença. Por fugir da necessidade da captura e reprodução da realidade, a animação permite gigante liberdade de criação e possibilidade artística infinita. A animação possibilita poéticas que seriam impossíveis a qualquer outra arte. Isso faz dela tão especial.

Partindo dessa ideia, também é importante ressaltar que todo tipo de animação é válida. Como você pode ver no post “Computação Gráfica é animação?”, para nós, nenhuma técnica é menos animação do que outra.

Muybridge cavalo animação história do cinema

Histórica animação de 15 quadros, produzida por Eadweard Muybridge

Desenho animado não é coisa (só) de criança

Esse é o primeiro estereótipo que tentamos eliminar. Repetimos várias vezes neste primeiro ciclo de produções a mesma ideia.  A massiva divulgação de animações supostamente “infantis”, cria uma impressão de que é uma mídia voltada às crianças. Essa estereotipação evita que as pessoas aproveitem boas produções. Porém, para arte não tem idade.

Por outro lado, também reconhecemos o caráter de produto de entretenimento que há na animação, como em toda arte produzida na modernidade. Esse fator faz com que ela siga em sua produção o conceito de “público-alvo”. Sim, muitas animações tem esse direcionamento ao público infantil, mas como foi exposto no texto “Animação é Coisa de Criança?”, algumas animações podem ser somente para adultos, mas nunca uma animação será somente para crianças. Uma boa animação infantil continuará sendo uma boa animação se assistida por um adulto.

velho jaula estou livre

Sorria, querido adulto! Você é livre para ver desenhos! 😀

“Anime” também é animação

Representando boa parte da produção animada, o “anime”, como são chamadas as produções animadas japonesas aqui no ocidente, conquistaram um público massivo no Brasil, ao mesmo tempo que conquistou a aversão de muitos. Como descrevemos no post “Anime é coisa de nerd otaku!”, o modo que os animes se propagaram no Brasil criou um preconceito baseado em estereótipos. Claro, há animes que seguem o modelo batido das lutas e colegiais, mas a generalização só exclui toda a qualidade e beleza de diversas produções e é impedimento para que estas sejam conhecidas.

k-on apontando yui e tsomigi

“Não seja tão preconceituoso com o Japão!”

O que esperar desse blog?

Agora que você já sabe como pensamos, podemos falar sobre o que temos a oferecer a você, querido e lindo leitor. Claro, continuaremos dividindo nossos pensamento com você em nossos artigos, mas em nosso amado Anime-se você também poderá contar com ótimas indicações e críticas de animações, seja de cinema, televisão ou mídias online. Poderá se deleitar com a arte de artistas e estúdios que apresentaremos a você e poderá aprender com nossos breves textos sobre “como a animação é feita”. E claro, tudo bastante repleto de GIFs cheios de amor.

Coloque os cintos, compre a pipoca, ligue a TV e prepare-se para a decolagem!

up altas aventuras cinema óculos aviador

About The Author

Jornalista, aventureiro da internet e assistidor de desenho animado, Daniel Marques é brasiliense, tenta continuar sempre aprendendo e jura que é uma pessoa legal.

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.